segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Acordos sexuais


ACORDOS SEXUAIS
              É fundamental falar sobre sexo e sexualidade com seu parceiro e alinhar o que cabe dentro dessa relação.
              Os combinados sobre sexo devem ser bem refletidos.
              Existem casais que praticam sexo a 3 ou mais pessoas, mas estão de comum acordo com essa situação.
              Jamais aceite o que não quer para agradar o parceiro, não se machuque emocionalmente, aceite seus desejos e limitações, escute seu coração e vontade.
              Isso só afasta o casal, não se deve ter imposições.
              Por isso, que quando a qualidade sexual do seu relacionamento não está lhe agradando, foge do que realmente quer para si.
              Lute pelo que quer e faça somente o que deseja.
Paula Espíndola
#sexualidade #vidasexual #paulaespindolapsicologa #insightpsique

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Como melhorar o relacionamento que esfriou?


COMO MELHORAR O RELACIONAMENTO QUE ESFRIOU?
              O ideal é estar sempre investindo na qualidade do seu relacionamento para que não venha a ter esse esfriamento.
              Embora a maioria dos casais sentem que com o decorrer do tempo esfriar a relação.
              Esse esfriamento conjugal pode ser decorrente de alguns pontos que devem ser bem analisados, que são:
·       Falta de dedicação e atenção para o parceiro;
·       Parar de admirar o parceiro, ou seja, mesmo admirando não falar mais como antes;
·       Deixar a rotina desgastante prejudicar a relação;
·       Investir mais nas amizades e trabalho, deixando o parceiro de lado;
·       Uso excessivo de celular e redes sociais na presença do parceiro;
·       Críticas excessivas;
·       Desistir de agradar e surpreender o parceiro;
·       Perda da libido sexual.
Identifique o que está levando a esse esfriamento e reverta o quanto antes.
Para reverter essa situação será importante ter investimento e dedicação necessária nessa relação.
Paula Espíndola
#relacionamento #esfriamentoconjugal #rotina #paulaespindolapsicologa @insightpsique

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Sexualidade - LIVE 61


Compulsão sexual


COMPULSÃO SEXUAL
              A compulsão sexual desencadeia uma necessidade excessiva de estimulação e fantasia.
              Esse tipo de compulsivo está sempre com pensamentos, desejos sexuais e uma vontade fora do controle.
              Essa compulsão exageradamente pode desencadear um transtorno hiper sexualidade no homem. Já na mulher é conhecido como ninfomania.
              Para reconhecer essa compulsão sexual deve-se estar atento a alguns comportamentos como:
·       Masturbação excessiva;
·       Uso frequente de recursos contendo pornografia;
·       Necessidades de vários parceiros ao mesmo tempo.
A compulsão sexual pode gerar crises de ansiedade e até desencadear transtorno obsessivo compulsivo.
Para lidar com essa situação deve-se:
·       Reconhecer essa compulsão e vontade excessiva;
·       Acompanhamento psicológico e psiquiátrico.
Procure acompanhamento o mais rápido possível.
Paula Espíndola
#compulsãosexual #compulsivo #transtornoobsessivocompulsivo #paulaespindolapsicologa #insightpsique

Compulsão sexual


Dentro de 4 paredes há limites?


DENTRO DE 4 PAREDES HÁ LIMITES?
              O limite está nos acordos e combinados que o casal faz, por isso é fundamental conversar sobre sexo e a sexualidade do casal.
              Dentro de 4 paredes pode ocorrer tudo que o casal queira, deseja e esteja preparado para essa entrega.
              É evidente que ambos devem estar conscientes e de comum acordo para que não haja ressentimento e frustração.
              Jamais faça algo que não está de acordo, simplesmente para agradar o parceiro, porque assim negligenciará seus desejos, princípios, fantasias e principalmente os seus sentimentos.
Paula Espíndola
#dentro4paredes #sexualidade #sexo #paulaespindolapsicologa #insightpsique

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Aqueça a relação


AQUEÇA A SUA RELAÇÃO
              Quando o casal está separado e resolve retomar o relacionamento, deve-se estar convicto da sua decisão para que não ocorra arrependimento.
              Essa reconciliação tem que ser bem conversada, fazerem novos acordos e deixar o que aconteceu no passado, pois de nada adianta retomar a união sem ressignificar essa história.
              Proponha um diálogo sincero e refaçam combinados para essa relação, conversem sobre tudo que lhe incomoda, inclusive falem sobre sexo e depois dessa conversa, vire a página do passado e pense daqui para frente.
              Se acredita nessa reconciliação, lute e invista para isso.
              Aproveite esse momento e aqueça a sua relação.
Paula Espíndola
#aquecer #relação #sexualidade #paulaespindolapsicologa #insightpsique